Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


37% das brasileiras não quer ter filhos, aponta pesquisa37% das brasileiras não quer ter filhos, aponta pesquisa

Compartilhe:
Publicado em 30/09/2019, Por Hypeness

Uma nova realidade perceptível entre as novas gerações se confirma através de uma pesquisa global: apesar da baixa adesão entre mulheres aos métodos contraceptivos de longo prazo, 37% das mulheres no Brasil não quer ter filhos. O estudo, que contou com 7 mil pacientes – 1.113 no Brasil – e 726 ginecologistas de 11 países foi realizando pela gigante farmacêutica Bayer em parceria com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e do Think about Needs in Contraception (TANCO).

A conclusão da pesquisa sugere a contradição entre o baixo desejo de ter filhos e a baixa adesão aos métodos se dá tanto por falta de conhecimento sobre o assunto quanto por um diálogo pouco aberto com seu ginecologista. Tal conclusão é diretamente confirmada pela pesquisa: segundo a TANCO, 70% das participantes afirmaram que só não consideram utilizar métodos de longo prazo como Diu e implante hormonal por falta de informações. Em suma, a falha de comunicação entre médico e paciente altera diretamente as escolhas entre as mulheres.

A pesquisa também aponta que 51% das mulheres brasileiras já tomaram a pílula do dia seguinte, e que 72% das mulheres do mundo não querem ter filhos no período dos próximos três a cinco anos. O método contraceptivo mais utilizado no mundo é a pílula combinada, utilizada por três entre cada dez mulheres.

Os métodos considerados de longo prazo são o Diu hormonal (que libera uma dose baixa de progesterona no útero continuamente), o Diu de cobre (que, através de ions de cobre no útero, paralisam e impedem a movimentação do espermatozoide, mas não impedem os ovários de liberarem um óvulo) e Implante (um reservatório implantado libera de forma continua na corrente sanguínea a progesterona em doses baixas).