Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Formada por deficientes, banda israelense desiste de concorrer ao Eurovision por causa da ShabatFormada por deficientes, banda israelense desiste de concorrer ao Eurovision por causa da Shabat

Compartilhe:
Publicado em 09/02/2019, Por Assessoria de Imprensa

A banda israelense The Shalva desistiu de concorrer a uma vaga no tradicional concurso de música Eurovision. O grupo, formado em sua maioria por músicos com algum tipo de deficiência, abriu mão de concorrer na fase classificatória por um motivo religioso: se ganhassem uma vaga no concurso, teriam que se apresentar durante o shabat, o dia de descanso praticado por uma boa parte dos judeus.

Integrantes da Shalva disseram estar cientes do calendário da competição, mas que não esperavam chegar tão perto de conseguir uma vaga para o concurso. O Eurovision reúne países europeus e convidados para uma disputa musical. A desistência do grupo aconteceu ainda na fase eliminatória para representar Israel. 

Eles chegaram até a final do reality show "The Next Star", cujo vencedor é o escolhido para ir à disputa mundial, mas nunca vão saber se ganhariam ou não. Este ano, O Eurovision, que acontece em maio, será realizado em Tel Aviv.

De acordo com o "Times of Israel", a ministra da cultura do país, Miri Regev, pediu à organização do festival que fosse mais flexível diante da situação. A solicitação, no entanto, foi rejeitada. O Eurovision alega que não poderia tomar uma decisão sobre o caso já que a Shalva não havia conquistado a vaga oficialmente ainda.

Os dois principais vocalistas da banda são cegos. Um outro integrante tem síndrome de Williams, dois têm síndrome de Down, um tem problemas de visão e há também um veterano de guerra com deficiência física.

Israel será o país anfitrião do evento após ter vencido a edição de 2018, realizada em Portugal. Será a terceira vez que o evento acontece no país, tendo ocorrido anteriormente em Jerusalém, em 1979 e 1999.

CONVITE ESPECIAL

O que o grupo não esperava era ser convidado para se apresentar mesmo depois da desistência. A proposta foi feita pela KAN, a emissora responsável pela transmissão do festival. A Shalva terá a oportunidade de cantar durante a segunda semifinal da competição, que acontecerá em uma quinta-feira. 

"O slogan do Eurovision é 'Ouse sonhar' e a Shalva fez isso. Ficamos felizes em ajudar os sonhos deles se tornarem reais", anunciou a companhia em um comunicado.