Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Filho de John Bonham explica por que o Led Zeppelin parou de fazer showsFilho de John Bonham explica por que o Led Zeppelin parou de fazer shows

Compartilhe:
Publicado em 07/02/2019, Por Reverb

Desde 2007, quando saiu o filme e álbum ao vivo "Celebration Day", o Led Zeppelin não se reuniu mais. Muito se especulou na época sobre a volta do grupo, fundado em 1968, mas pouco foi esclarecido. As coisas ficaram em aberto até agora, quando o filho do baterista John Bonham, Jason, decidiu explicar porque o projeto de trazer a banda de volta não foi para a frente.

Em entrevista à "Billboard", Jason, que assumiu as baquetas no lugar de seu pai — morto em 1980 — nos reencontros de 2007 e 1988, disse que o principal motivo é Robert Plant. "Certa vez ele me disse: 'Quando seu pai nos deixou, foi o fim do Led Zeppelin. Não podemos fazer como o Who fez [uma referência à morte de Keith Moon]'", afirmou ele, relembrando as palavras do vocalista do grupo.

Ele ainda adicionou que Plant não quer mais tocar com o Led Zeppelin pelo respeito que tem por seu pai: "Quando perguntei a ele se o Led Zeppelin iria voltar, ele me respondeu que não. Ele disse que ama muito meu pai e as coisas não eram as mesmas sem ele. Ele foi muito respeitoso comigo e abriu seus sentimentos. Robert simplesmente não podia mais subir no palco e fingir que estava tudo a mesma coisa, pois não estava".

Desde 2007, quando saiu o filme e álbum ao vivo "Celebration Day", o Led Zeppelin não se reuniu mais. Muito se especulou na época sobre a volta do grupo, fundado em 1968, mas pouco foi esclarecido. As coisas ficaram em aberto até agora, quando o filho do baterista John Bonham, Jason, decidiu explicar por que o projeto de reunir a banda não foi para a frente.

Em entrevista à "Billboard", Jason, que assumiu as baquetas no lugar de seu pai — morto em 1980 — nos reencontros de 2007 e 1988, disse que o principal motivo é Robert Plant. "Certa vez ele me disse: 'Quando seu pai nos deixou, foi o fim do Led Zeppelin. Não podemos fazer como o Who fez (uma referência à morte de Keith Moon)'", afirmou ele, relembrando as palavras do vocalista do grupo sobre a os colegas ingleses, que continuaram a se apresentar mesmo depois de terem perdido o baterista.

Ele ainda adicionou que Plant não quer mais tocar com o Led Zeppelin pelo respeito que tem por seu pai: "Quando perguntei a ele se o Led Zeppelin iria voltar, ele me respondeu que não. Ele disse que ama muito meu pai e as coisas não eram as mesmas sem ele. Ele foi muito respeitoso comigo e abriu seus sentimentos. Robert simplesmente não podia mais subir no palco e fingir que estava tudo a mesma coisa, pois não estava".

Em 2009, Jason Bonham começou a tocar um show ao vivo em homenagem a seu pai, o "Jason Bonham's Led Zeppelin Experience". O espetáculo existe até hoje, mas precisou mudar de nome por conta de um dos integrantes da banda, que queria usar a terminologia "Led Zeppelin Experience" em um projeto.

"Recebi uma carta de meu advogado, que também é o advogado da banda", falou Jason. "Quando li as primeiras linhas da carta, fiquei realmente triste. Minha mulher me acalmou e pediu que terminasse de ler tudo e então entendi que não se tratava de algo pessoal. Era apenas uma questão de terminologia. Hoje em dia, o meu show se chama 'Jason Bonham's Led Zeppelin Evening'. A melhor parte é que não precisei mudar da nossa logo".

No ano que vem, o filho de John Bonham se prepara para comemorar os 50 anos desde o lançamento dos dois primeiros álbuns do Led Zeppelin. "Quero tocar no Royal Albert Hall e replicar o set que a banda fazia em 1969. Seria algo que eu adoraria fazer", disse ele.

Em 2009, Jason Bonham começou a tocar um show ao vivo em homenagem a seu pai, o "Jason Bonham's Led Zeppelin Experience". O espetáculo existe até hoje, mas precisou mudar de nome por conta de um dos integrantes da banda original, que queria usar a terminologia "Led Zeppelin Experience" em um projeto.

"Recebi uma carta de meu advogado, que também é o advogado da banda", falou Jason. "Quando li as primeiras linhas da carta, fiquei realmente triste. Minha mulher me acalmou e pediu que terminasse de ler tudo e então entendi que não se tratava de algo pessoal. Era apenas uma questão de terminologia. Hoje em dia, o meu show se chama 'Jason Bonham's Led Zeppelin Evening'. A melhor parte é que não precisei mudar da nossa logo".

No ano que vem, o filho de John Bonham se prepara para comemorar os 50 anos desde o lançamento dos dois primeiros álbuns do Led Zeppelin. "Quero tocar no Royal Albert Hall e replicar o set que a banda fazia em 1969. Seria algo que eu adoraria fazer", disse ele.