Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Sananduva fica em Bandeira Vermelha para esta semanaSananduva fica em Bandeira Vermelha para esta semana

Compartilhe:
Publicado em 28/07/2020, Por Assessoria de Imprensa

O Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou a classificação definitiva para mais uma semana do programa de Distanciamento Controlado.

A mudança da bandeira para Passo Fundo e região não foi aceita, permanecendo em vermelha no município de Sananduva, pelo menos até o dia 03 de agosto.

Confira o que pode funcionar em Sananduva durante a Bandeira Vermelha:

• Serviços essenciais possíveis: mercados, farmácias e pet shops

• O comércio precisa ficar fechado para atendimento ao público, sendo permitido apenas as modalidades de tele-entrega, pegue e leve e drive-thru, podendo trabalhar com 25% dos funcionários;

• Comércio em centros comerciais podem funcionar com apenas 25% dos colaboradores, porém somente na modalidade de tele-entrega e drive-thru, sem atendimento ao público;

• Comércio de veículos está impossibilitado de atender presencialmente;

• Oficinas mecânicas podem trabalhar de forma presencial, mas com hora marcada;

• Indústrias podem seguir trabalhando, com 75% dos trabalhadores, incluindo a construção civil;

• Salões de beleza e barbearias podem atender um cliente por vez, de forma individual, respeitando 25% dos trabalhadores;

• Em academias de ginástica o atendimento deve ser individualizado, sendo um aluno a cada 16 m2;

• Imobiliárias, serviços de engenharia e arquitetura e consultoria podem atender através de teleatendimento, com 25% dos funcionários;

• Bancos atendem com capacidade reduzida;

• Nas lotéricas o atendimento presencial pode acontecer de forma restrita e com 50% dos colaboradores;

• Restaurantes a la carte podem funcionar apenas por tele-entrega e sistema pegue e leve, já os buffet’s devem permanecer fechados;

• Lanchonetes e padarias podem trabalhar em sistema tele-entrega e pegue e leve, contudo, está vedado o atendimento presencial;

• Hotéis precisam operar com apenas 40% dos quartos;

• Missas e serviços religiosos podem acontecer com no máximo 30 pessoas e respeitando o distanciamento e o teto de ocupação;

• No transporte de cargas fica liberado operar durante a bandeira vermelha;

• Na administração pública será necessário uma redução no teto de operação dos serviços públicos não essenciais, restrito a 25% dos trabalhadores;

• Os Centros de Formação de Condutores (CFC) ficam com operação restrita a apenas 50% dos trabalhadores;

• Serviços públicos essenciais, como segurança e manutenção de ordem pública, política e administração do trânsito, atividades de fiscalização e inspeção sanitária, não têm a operação afetada com a bandeira vermelha.

(FOTO: ARTE RÁDIO SANANDUVA)