Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Jovens voluntários criam plataforma gratuita de estudos para o EnemJovens voluntários criam plataforma gratuita de estudos para o Enem

Compartilhe:
Publicado em 09/06/2020, Por Correio do Povo

Jovens da cidade de Faxinal do Soturno, na região central do Estado, criaram uma plataforma online e gratuita de estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).  A plataforma Momento de Aprender reúne materiais das mais diversas áreas de conhecimento. Lançado no final do mês de maio, o projeto já conta com conteúdos de nove disciplinas, com mais de 20 módulos cada, e 440 alunos de diferentes estados brasileiros.

O projeto foi idealizado, inicialmente, por seis jovens da cidade: Bruna Fernandes Ceolin, Eduardo Fernandes Ceolin, Lorenzo Estivallet, Júlia Chelotti, Luiza Chelotti e Julia Veber. A principal motivação para idealizar o projeto foi a decisão pela manutenção da data do Enem 2020, mesmo com o avanço da pandemia do Coronavírus. “Queríamos tornar essa situação menos prejudicial para os alunos oriundos de escolas públicas. Então, começamos a conversar sobre como poderíamos ajudar e surgiram algumas questões: possibilitar o acesso a quem não tem internet e encontrar voluntários para produzir os conteúdos”, conta Bruna.

A equipe, que começou com seis jovens, hoje já conta com mais de 30 voluntários. Os colaboradores se dedicam para fazer resumos, mapas mentais sobre os conteúdos, podcasts, questionários e criam vídeos explicativos que são disponibilizados no YouTube. Hoje, a plataforma Momento de Aprender tem conteúdos de Biologia, História, Matemática, Física, Química e Sociologia. Qualquer pessoa pode se cadastrar na plataforma e consumir o conteúdo produzido. “Cada vez mais estamos aumentando o nível de conhecimento para que consigamos produzir conteúdos de maior qualidade”, conta a voluntária Bruna Ceolin. A ideia é que o sistema seja atualizado semanalmente, com conteúdos novos toda a segunda-feira.

A plataforma é baseada em uma tecnologia livre de ensino à distância e possui todas as funcionalidades sugeridas pelo Estado. “Nossa ideia é conseguir criar algoritmos que direcionem o aluno para a sua melhor forma de aprendizagem. Acreditamos que a tecnologia seja o meio mais poderoso, sustentável e com baixo custo de implementação para contribuir na melhora da qualidade do ensino público”, finaliza Bruna. A projeção dos voluntários é que, futuramente, a ferramenta passe a ser um instrumento de utilização por parte das escolas do Estado.

Conheça a ferramenta, clique aqui.