Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Coronavírus | Estudo mostra afinidade de cada público com o Rádio durante a pandemiaCoronavírus | Estudo mostra afinidade de cada público com o Rádio durante a pandemia

Compartilhe:
Publicado em 18/05/2020, Por Tudo Rádio

O Kantar Ibope Media vem acompanhando o comportamento das pessoas e das empresas com relação ao meio Rádio durante o período de pandemia do coronavírus. O mais recente estudo divulgado pela empresa, mostra como cada público está reagindo com o meio, evidenciando como é o comportamento em cada fase da vida.

Segundo o levantamento do Kantar Ibope Media, entre os ouvintes mais jovens que foram pesquisados, esse é o momento de ouvir música pelo Rádio. Esse público, segundo a pesquisa, está na faixa dos 10 aos 14 anos (com maior frequência) e dos 15 aos 19 anos.

Numa faixa mais velha, dos 20 aos 34 anos (chamados na pesquisa como jovens adultos), os ouvintes estão com mais tempo livre para ouvir Rádio. Porém, essa faixa busca mais informações sobre a covid-19.

Para a faixa das pessoas mais velhas, dos 50 aos 59 anos e maiores de 60 anos, o Rádio serve para a busca de informações de acontecimentos gerais. Esse grupo usa o Rádio como fonte de notícias para outros tipos de assunto, além das informações sobre o coronavírus.

 

Comportamento por região

Em outro levantamento realizado pelo Kantar Ibope Media, foi constatado que, com 71%, o índice regional de consumo de rádio durante o isolamento social é elevado nas 13 regiões metropolitanas pesquisadas, com parte dos entrevistados revelando que ampliaram o tempo destinado ao meio.

Belo Horizonte registrou 74% dos entrevistados afirmando que mantiveram ou elevaram o consumo de rádio durante o isolamento. Curitiba registrou 72% e Porto Alegre 71%. Campinas, Salvador e Goiânia com 70% para manter ou ampliar a audição de rádio. Vitória registrou 69%, São Paulo 67% e Florianópolis com 62%.

Os levantamentos são importantes, pois mostram que, mesmo em isolamento, as pessoas continuam ouvindo Rádio, na mesma intensidade de antes ou até mesmo mais. Em números, 77% dos entrevistados nos primeiros dias de abril afirmaram ouvir rádio, sendo 71% afirmando que ouviram as emissoras na mesma quantidade ou mais após as medidas de isolamento social. E 20% disseram ouvir "muito mais" rádio após o isolamento.

(FOTO: GRUPO RÁDIO SANANDUVA)