Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Estudo avalia efeito neuroprotetor do alhoEstudo avalia efeito neuroprotetor do alho

Compartilhe:
Publicado em 15/04/2020, Por Nutri Total

Foi realizado estudo com o objetivo de avaliar o potencial neuroprotetor do extrato de alho contra a neurotoxicidade induzida por glutamato monossódico (GM) em relação ao seu impacto na memória de curto prazo, estresse oxidativo, gliose e estrutura do tecido.

Foram separados 40 cobaias em 4 grupos para intervenção e controle. O grupo um foi separado como controle (GC), o grupo dois recebeu um preparado de 200mg/kg de alho (Allium sativum) desidratado por sete dias consecutivos (GA), o grupo três recebeu injeções de 4g/kg de glutamato monossódico (GGM) e o último grupo recebeu as injeções de GM como no grupo GGM adicionado de tratamento com alho desidratado nas mesmas quantidades que no grupo GA (GGA). Todas as cobaias foram seguidas por 30 dias.

Foram realizados testes comportamentais, avaliação da função motora, avaliado a memória espacial de curto prazo, mensurada concentração de malondialdeído nos tecidos cerebrais e atividade da superóxido dismutase, e avaliado histologicamente e realizado investigações imunohistoquimica no tecido cerebral.

Assim o estudo concluiu que o glutamato monossódico afetou gravemente a memória espacial de curto prazo de ratos por meio de oxidação e alterações degenerativas induzidas pelo estresse e apoptose do tecido cerebral. No entanto, a administração de Allium sativum atenuou as alterações degenerativas e apoptóticas induzidas por GM no tecido cerebral através da redução do estresse oxidativo e do dano estrutural induzido pela gliose do hipocampo e aumentando a expressão proteica do Ki-67 no tecido cerebral.

Este estudo sugeriu que Allium sativum é um potente agente neuroprotetor contra danos no tecido nervoso induzidos por poluentes.