Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


OMS divulga lista de critérios para suspender o isolamento socialOMS divulga lista de critérios para suspender o isolamento social

Compartilhe:
Publicado em 14/04/2020, Por Techmundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou na segunda-feira (13), os critérios que devem ser avaliados pelos governos antes de suspender as medidas de isolamento social como forma de prevenção da covid-19. O objetivo é evitar que a pandemia avance novamente.

Em entrevista coletiva, o diretor-geral da entidade Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou ser essencial que os países interessados em flexibilizar ou suspender a quarentena o façam de maneira cuidadosa e gradual. Segundo ele, tal atitude só deve ser tomada a partir do momento em que a transmissão do novo coronavírus estiver sob controle.

O diretor do Programa de Emergências em Saúde da OMS Michael Ryan também ressaltou que cuidados como lavar as mãos frequentemente e manter o distanciamento físico em locais de grande movimentação deverão ser seguidos por um longo tempo, mesmo depois do fim das restrições.

Outro ponto destacado por Ryan é quanto ao uso de máscaras como substituição da quarentena. De acordo com ele, o simples ato de cobrir o rosto não é uma alternativa ao distanciamento social. O epidemiologista afirma que elas devem ser parte de uma estratégia mais abrangente e não apenas o único método de prevenção da doença.

 

Critérios da OMS para suspender a quarentena

Para os países interessados em flexibilizar ou suspender a quarentena, a OMS recomenda analisar os seguintes critérios:

  • A transmissão da covid-19 deve estar controlada
  • O sistema de saúde precisa conseguir detectar, testar, isolar e tratar todos os casos, além de rastrear todos os contatos
  • Os riscos de surtos devem estar minimizados em contextos especiais, como instalações de saúde e asilos
  • Medidas preventivas devem ser adotadas em locais de trabalho, escolas e demais lugares aonde seja essencial a presença de pessoas
  • Os riscos de importação devem ser administrados
  • As comunidades devem estar completamente educadas, engajadas e empoderadas para se ajustarem à "nova norma"

Nesta terça-feira (14), a entidade vai divulgar um estudo completo com todas as novas recomendações.