Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


"Prefira água e sabão ao álcool líquido", indica ministro da Saúde"Prefira água e sabão ao álcool líquido", indica ministro da Saúde

Compartilhe:
Publicado em 23/03/2020, Por GaúchaZH

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou a população sobre os riscos de utilização de álcool líquido como medida de prevenção ao coronavírus. Em coletiva realizada neste domingo (22), Mandetta frisou o perigo de incêndios e queimaduras em pessoas com o uso indevido da substância.

O ministro disse estar preocupado com a venda do álcool líquido nas farmácias.

—  Eu tenho muita preocupação da pessoa usar o álcool (líquido) como fogareiro para cozinhar ou a pessoa deixar álcool na mão de criança para lavar as mãos, isso sem falar no risco de pessoas fumando perto dessas garrafas — explicou Mandetta.  — A única coisa que eu não estou precisando  neste momento é de queimaduras, fumaça, porque isso é o que mais utiliza nossos hospitais e CTIs (centros de tratamento intensivo). Por favor, não utilize álcool líquido se não for nas mãos de um adulto, guardado em um local muito específico, e não façam disso um grande arrependimento de grandes proporções, como incêndios.

Em seguida, Mandetta pede que as pessoas entreguem o álcool líquido a hospitais e optem por água e sabão ou água sanitária.

— Dê preferência a água e sabão para banheiros. Use hipoclorito, vou usar aqui a linguagem do povo, "quiboa" (a água sanitária), que é o frasco que todo mundo sabe o que estou falando. Use "quiboa" para limpar tudo, porque tem cloro e ele mata tudo o que tem e não pega fogo.

Em entrevista, o infectologista do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), André Luiz Machado, apontou que água e sabão eram a alternativa mais simples e recomendada para a higienização. O coronavírus, revestido por uma fina camada de gordura, fica inativo quando entra em contato com o sabão.