Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS Ver +


Depois de ser abandonado duas vezes em São Leopoldo, Tintim ganha um lar temporárioDepois de ser abandonado duas vezes em São Leopoldo, Tintim ganha um lar temporário

Compartilhe:
Publicado em 04/02/2020, Por G1/RS

A história de Tintim teve um final feliz. Depois de ser abandonado duas vezes no mesmo dia em São Leopoldo, ele conseguiu um novo lar.

Por enquanto, a nova casa do cachorro, que tem deficiência nas patas dianteiras, ainda é temporária e a prefeitura optou por não divulgar o nome da família que ficou com Tintim. Segundo o casal escolhido, a expectativa era grande. Na casa, há mais quatro cachorros.

O motivo do sigilo do nome dos novos tutores é uma possível disputa judicial. Atualmente, Anderson Ribeiro, titular da Secretaria de Proteção Animal (Sempa), tem a tutela legal de Tintim.

"Na verdade, deveria ser uma adoção. Só não está sendo porque a ex-dona dele está dando algumas entrevistas que vai entrar na justiça para reaver a guarda do animal. Então, se a proprietária quer um embate jurídico, ela vai ter que entrar comigo, e não com terceiros", disse.

Para conseguir uma casa para o cachorro, a Secretaria de Proteção Animal (Sempa) entrevistou mais de 20 interessados em adotar o cachorro. O secretário aplicou um questionário para diferenciar quem desejava e teria condições de adotar o animal. Segundo ele, a família não tinha buscado a secretaria para adotar especificamente Tintim, mas sim, algum animal com deficiência.

"É preciso saber que a condição do animal é especial. Estima-se uma vida de 10 anos e também não é um animal sadio. Precisará de remédios e cuidados especiais por 10 anos", disse o secretário.

O espaço físico da nova casa também foi avaliado. O piso deveria ser frio, sem britas ou ranhuras. Por causa da deficiência nas patas, Tintim arrasta o pescoço no chão.

O advogado da ex-tutora, Guilherme Moschini Becker, afirmou que não houve maus-tratos ou abandono por parte dela. Segundo ele, a mulher combinou previamente com o ex-companheiro.

O caso aconteceu no dia 2 de janeiro. Imagens das câmeras de segurança registraram o momento em que a mulher deixa o cão em frente a uma empresa.

"Ela afasta o Tintim do carro para ela não atropelar ele. Ela preferiu deixar o cachorro ali, nestes três minutos, e posteriormente como eles combinaram por mensagens de aplicativo, ele tomou o cachorro e seguiu. Estamos aguardando a intimação do juiz para ver qual é a decisão do indiciamento, a questão penal, e ingressaremos com uma medida cível para recuperar o cão."

FOTO: PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO/DIVULGAÇÃO