Envie seu whats:
(54) 99664-0955

MEGA NEWS


Pacientes doentes não precisam mais dormir com fios: sinais vitais agora podem ser monitorados via radarPacientes doentes não precisam mais dormir com fios: sinais vitais agora podem ser monitorados via radar

Publicado em 15/05/2019, Por GNN

Um novo e revolucionário sistema de radar pode monitorar os sinais vitais de pacientes internados em hospital sem a necessidade de conectá-los a máquinas via fios e eletrodos. A tecnologia é 100% sem fio.

O dispositivo é menor do que um smartphone, e quando conectado ao paciente, é capaz de registrar sua taxa de respiração e de batimentos cardíacos por minuto a partir de ondas de radar super-sensíveis, que são compiladas em seguida por sofisticados algoritmos incorporados em uma unidade de processamento de sinal digital integrado.

Pesquisadores da Universidade de Waterloo, no Canadá, desenvolveram o sistema inicialmente para monitorar pacientes com apneia do sono, detectando movimentos sutis do tórax, em vez de conectá-los a equipamentos em laboratórios por meio de inúmeros fios incômodos.

“Passamos pela fase de prototipagem do equipamento e o tornamos completamente sem fio”, disse George Shaker, professor de engenharia da Universidade de Waterloo. “Ao invés desse indivíduo se deslocar até o hospital para ser submetido a testes, ele pode ser monitorado continuamente no conforto de sua própria cama, de seu próprio lar.”

Uma instalação do Instituto de Pesquisa do Envelhecimento foi utilizada para testar o dispositivo sem fio, sendo implantada em mais de 50 voluntários antes plugados a dezenas de fios e eletrodos para monitoramento dos sinais vitais. Eles relataram uma melhoria significativa da qualidade do sono.

Além disso, foi constatada uma precisão de 90% nos resultados coletados dos pacientes – isto é, o sistema via radar é tão eficiente quanto os equipamentos convencionais com fio.

“Esta é a primeira vez que o radar tem sido usado para detectar os batimentos do coração com este grau de precisão e em um ambiente tão descontrolado”, disse Mostafa Alizadeh, pesquisador associado que liderou o estudo. “Nossos pacientes dormiram desobstruídos, em qualquer posição, por até oito horas.”

Os pesquisadores também estão explorando o uso da tecnologia para monitorar os níveis de atividade e sono de pacientes que estão em casa, distantes dos hospitais.

As vantagens do sistema de monitoramento de apneia incluem total privacidade, já que não são usadas câmeras de segurança, além de maior conforto e uso potencial em residências do que em clínicas de sono especiais.

“Com sistemas tradicionais que envolvem fios e compromissos agendados com semanas de antecedência, você não pode dormir como faria normalmente em sua própria cama em casa, fazendo com que o estudo do sono comum seja uma experiência desagradável”, disse Shaker, engenheiro mecânico, mecatrônico e da computação da Universidade de Waterloo.

Além da apneia do sono, um distúrbio potencialmente grave em que a pessoa para de respirar, por alguns segundos, diversas vezes durante a noite, o sistema de radar pode monitorar a síndrome das pernas inquietas, convulsões e outros tipos de distúrbios periódicos dos membros.




Compartilhar: FACEBOOK